segunda-feira, 2 de maio de 2011

Torcida única no Paulistão

fonte : Site do jornal da Tarde

A violência derrotou o poder constituído do futebol paulista. Diante da incapacidade de garantir ao torcedor comum, diria cidadão, o direito de ir a um estádio, as autoridades querem fazer das finais do Paulistão entre Corinthians e Santos jogos de uma só torcida.

Assim, no primeiro clássico, apenas corintianos poderiam ir ao Pacaembu. No segundo, só os santistas teriam o direito de entrar na Vila Belmiro.

Alega o promotor Paulo Castilho, do Ministério Público de São Paulo, que o momento exige um teste de torcida única nos clássicos. Dirigentes do futebol paulista devem acatar esta sugestão do promotor.

Esta providência já foi adotada na Argentina e, ao que consta, o nível de violência no futebol por lá não diminuiu.

Proibidas de conviverem no mesmo estádio, as facções organizadas se encontram nas vias públicas para tirar a diferença. Tem sido assim aqui no Brasil e boa parte do mundo. E não vai ser uma medida como esta do MP que vai acalmar os ânimos.

É preciso, antes de tudo, aparelhar melhor os estádios para receber duas torcidas dos times envolvidos no jogo. Afastá-las dos estádios é apenas jogar a sujeira para debaixo do tapete, ou melhor, do gramado.

DE PRIMEIRA

“Qualquer pessoa que pense que o vandalismo tem algum tipo de cabimento no futebol moderno segue vivendo na época das cavernas.”
Por Alan Jonhson, ministro do Interior britânico, em 26 de agosto de 2009.

Um comentário:

TICO L.H.P. disse...

QUEM SABE ATÉ A COPA ELES NÃO ACABEM C0M AS ORGANIZADAS CREIO QUE NÓS OS GAVIÕES NÃO DEVEMOS ACEITAR ESSA MEDIDA QUE FERE O DIREITO DE IR E VIR DE TODO O CIDADÃO DEVEMOS SIM IR ATÉ A PORTA DO ESTADIO REIVENDICANDO NOSSO ESPAÇO,E NÃO PODEMOS ACEITAR UMA COISA QUE VEM MOSTRAR NITIDAMENTE A FALTA DE CONTROLE DO ESTADO NA SOCIEDADE.

PELO CORINTHIANS, COM MUITO AMOR, ATÉ O FIM